Menu
As 5 principais dúvidas sobre a conta digital

Nos últimos anos a conta digital tem ganhado muito destaque no cenário nacional e internacional. Como não possui custos operacionais elevados, é mais econômica e versátil do que os modelos tradicionais dos bancos físicos. Isso faz com que essa nova modalidade se adapte melhor às necessidades contemporâneas de maior eficiência e serviços otimizados.

Elaboramos este post para tirar as 5 principais dúvidas que surgem quando o tema é conta digital. Se você ficou interessado, continue a leitura e saiba mais sobre o assunto. 

 

1. Como funciona?

A conta digital funciona praticamente da mesma forma que a de um banco tradicional, exceto pelo fato de não haver uma obrigatoriedade de ter uma sede física para poder resolver questões de atendimento, saque etc. Para acessá-la você terá que baixar um aplicativo e utilizar sua Internet — móvel ou fixa — para realizar transações.

É importante ressaltar que o fato de não haver atendimento físico não significa uma queda na qualidade, pois há vários canais, como o chat dentro do app, WhatsApp e telefone, por exemplo, nos quais há uma equipe treinada para resolver seu problema o quanto antes, evitando as entediantes filas de banco.

 

2. O que é possível fazer?

Praticamente todas as ferramentas de uma conta tradicional estão disponíveis, como:

  • depósitos;
  • TEDs e DOCs;
  • pagamentos de contas;
  • recebimento de salário;
  • conta poupança;
  • cartão de crédito;
  • empréstimo etc.

Alguns desses serviços poderão ser adaptados. Por exemplo, em vez de fazer depósitos com envelopes, você pagará um boleto ou fará uma transferência bancária para acrescentar dinheiro à sua conta ou à de terceiros.

 

3. Como abrir uma conta digital?

Depois de baixar o app ou acessar os sites você deverá iniciar o seu cadastro na conta digital. Para isso, é preciso estar com sua identidade e seu CPF originais em mãos, pois será necessário tirar uma foto deles para enviar à instituição financeira. De acordo com as regras do Banco Central, a conta só pode ser aberta depois de verificada a autenticidade dos originais. Portanto, cópias autenticadas não podem ser utilizadas.

Depois desse processo, você receberá o número de sua conta e fará a opção pelos serviços desejados. Por exemplo, há contas digitais que disponibilizam cartões de créditos físicos e virtuais, além de cheques — os quais são recebidos pelos correios.

 

4. Como é a cobrança de tarifas?

Os valores das tarifas variam de acordo com a quantidade de serviços que você contratar. Por exemplo, há tarifas para a impressão de folhas de cheque acima de determinada quantidade. Já os cartões de crédito podem ter anuidades. Mesmo assim, os preços nem se comparam às taxas dos bancos tradicionais.

A maioria das instituições de contas digitais oferece planos básicos gratuitos com muito mais serviços e planos avançados mais baratos que os habituais, além de as taxas por serviços individuais serem menores.

 

5. Como isso é possível?

Os bancos tradicionais têm unidades físicas de atendimento e isso gera custos mais elevados, como alugueis, por exemplo, que interferem no preço dos serviços. Além disso, por lidarem com uma quantidade de dinheiro físico muito grande, eles necessitam de um reforço na segurança.

Há também um grande investimento com recursos humanos, visto que precisam contratar profissionais para atuar no local, como seguranças e gerentes, que geralmente têm altos salários, e ainda arcam com prejuízos muito grandes em casos de assalto. Já as contas digitais precisam de somente algumas unidades para a administração em cada região.

Com custos operacionais muito menores, a conta digital traz mais vantagens aos clientes: um atendimento personalizado e eficaz, menores taxas, serviços variados e muita comodidade. Tudo poderá ser resolvido no seu smartphone, dispensando as estressantes idas aos bancos tradicionais. 

E aí, o que você achou deste post? Quer entender melhor como uma conta digital pode trazer as soluções que você precisa? Então, entre em contato com a gente.